Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

versejos livres

versejos livres

29
Jan14

manhã

Lino Costa
mantida
como quem fica
concedo-te a volta da face
a esse beijo terno
que me desfaz o pensamento

assim que gela o sereno
mantida,
emanas, fonte, um amor
que a manhã de mim
se aquece e perpetua

que a manhã em mim
não se esvai por nada
faz-se d'um anil
que me desperta
com sabor de orvalho morno


lisboa 29 de janeiro de 2014
Lino Costa
in: Versejos Livres
29
Jan14

momentos do fim

Lino Costa

tenho-te

uma saudade que o tempo não conta

e um amor,

tão denso que a luz não fulge

 

sou mero

porque quero…

quero-te de querer

um querer tanto

 

…eu, somente eu

que te peço, ser maior

dentro do templo do teu sorriso

cada vez que me interrompes o pensamento

e radias as horas loucas de nada

a trejeitos que chamo ausências

porque és amor

és a máxima pétala

 

o lento perfume

que me percorre e germina falta

sem beijo que seja,

sem que hajas aqui

 

…ínfimo

não estás

amanhã não vás

amanhã já não te peço

 

 

Lisboa,28 de Janeiro de 2014

Lino Costa

In: Versejos Livres

21
Jan14

Lino Costa

dilema, se tremura…

a candeia

que me aquece o pensamento

não mede a distância d’um adeus

sempre, que conto o tempo

que um outro adeus será

 

inibo-me no medo

da espera, das horas

de ser nada

perante este fundo imenso

negro, que me esmaga

com uma grandiosa certeza

d’alma atiçada

 

de que um adeus se faz de infinitos

mesmo que de um passo diste

mesmo que quebra ou limite

o ir, somente,

para dentro da noite

é ficar comigo e só

 

 

Lisboa, 21 de Janeiro de 2014

Lino Costa

In: Versejos Livres

14
Jan14

.

Lino Costa
já te sabia fugaz
fugidia, conhecia-te o desgosto

desse desajeito
d'beijo que não basta
ou da mão que desvanece
que chicoteia a memória
cada vez que o tempo nos esquece

e os momentos, os ápices
se tornam horas de nada
traçadas, sobre linhas de infinitos
d'um silêncio que gela
que não contempla certeza qualquer

não me tinha, refreio
ante o pavor de ir, de apenas ir


Lisboa, 14 de Janeiro de 2014
Lino Costa
In: Versejos Livres
02
Jan14

9:17

Lino Costa
eu na avenida vazia
aos pés do céu farto
risquei um sorriso teu
entre a chuva que vais
e o meu pensamento vespertino

moldei-te ideal
subi-te o decote
e a despir-te ao sabor de mim,
como quem te quer...
...ao meio dia da giranda...
fecho-te os olhos e sou-te regalo
de possuída, ardida, lânguida...

...presa à certeza
do desejo que amainava
entre a chuva que caía
e o meu imenso pensamento
atracado a ti sem mais crer


Lisboa, 02 de Janeiro de 2014
Lino Costa
In: Versejos Livres

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D